Friday, November 14, 2008

Vaidade masculina e a lealdade ao harém


Eu realmente poderia passar anos escrevendo sobre este assunto! No entanto, como me inscrevi num programa (criado por mim e para mim) chamado: "apoie a auto-sustentabilidade: gaste menos a sua energia", não me estenderei em demasia...

As histórias são muitas. Algumas vividas por mim, outras vividas por amigas, outras ainda ouvidas naqueles lugares públicos onde as pessoas falam coisas da vida privada. Mudam os nomes dos personagens, mas o enredo é absolutamente isento de originalidade: um homem e uma mulher, com uma qualidade de relacionamento que vai de 0 a 10, é bem variável, e uma incrível lealdade dele em relação às ex e às fãs (e, óbvio, uma mulher enfurecida).

A tal lealdade pode ser expressa de diversas maneiras. Desde as mais sutis: "ora, não sei porque você se aborrece tanto com fulana..."; "amor, ela está lá quieta no canto dela..."(NUNCA está!rs) ou ainda "do jeito que você fala, parece que ela é uma serial-killer!" E ainda tem aquele comentário que tenta te valorizar, mas que - claro - tem como objetivo primeiro fazer com que você pare de atacar a "coitadinha": "Você é muito mais forte e segura do que ela, ela é uma boba, uma fraca..." Ah, sim! E tem aquela argumentação que é o fim da picada em especial para o caso das ex: "amor, eu estou com você, não estou com ela..." (mas já esteveeeeeeee!!!!!)

Agora tem homens que, definitivamente, acabam com nosso bom-humor. São os que demonstram a lealdade de forma enfática e absoluta. Eles saltam como fiéis guardiães diante do mais singelo comentário que se faça envolvendo a ex ou a fã! Parece que você acabou de afirmar que a mãe deles tem um passado duvidoso ou que a opção sexual deles é, ainda, incerta, tamanha a indignação! Já ouvi falar de alguns que brigaram mesmo, bateram boca, diante de uma crítica da namorada/mulher em relação a algumas dessas criaturas obtusas que pairam sobre o passado do rapaz. E estou falando de namoradas/mulheres equilibradas, lúcidas, não estou falando de mulheres com ciúme doentio e nem com mania de perseguição.

O que vejo acontecer é, na verdade, uma situação em que um casal se vê diante da "presença coitadinha" de mulheres que não se conformam com o seu lugar no passado da vida desses homens. Normalmente, essas mulheres são pessoas carentes, inseguras, inconvenientes e totalmente "sem noção" e de alguma forma tudo isso faz com que o homem sinta pena delas ou algo assim, tomando a frente para defendê-las, de maneira mais discreta ou mais enfática, quando surge qualquer crítica relativa ao seu comportamento.

De um modo geral, a alegação para defender o harém perdido em algum lugar do passado é, justamente, a tal fragilidade apresentada, no entanto, tenho cá minhas dúvidas se será só isso. Acho mesmo que existe uma boa dose de vaidade masculina envolvida na situação. Como atacar ou deixar que outra ataque alguém que demonstra, tão espontaneamente ("sem noção" às vezes tem outro nome...rs), seus belos sentimentos por mim? Como retribuir com críticas o afeto que me é dado?

É interessante notar que nós, mulheres equilibradas, sem sermos cruéis ou mal-educadas, conseguimos colocar nossos ex e nossos fãs em seus devidos lugares. Podemos até manter a amizade, mas não permitimos que eles, de alguma forma, incomodem ou desrespeitem nossos atuais namorados/maridos. Creio mesmo que nós, mulheres de bom senso, defendemos nossos amores de uma forma que eles não conseguem nos defender. Talvez a cultura do harém esteja impregnada em suas cabeças mais do que o necessário...rs E talvez nós tenhamos mesmo muita, mas muita paciência.

3 comments:

said...

hauheuaheuahuehauheuaheua

adorei esse texto...podia mandar pra algumas sem noção que tive de aturar nessa Vida...

hehehehehehehehe

Beijos Linda

Nancy Passos said...

Oi garling !!!

concordo plenamente com sua opinião, eu sou a ex porém equilibrada(reconheço que sou mesmo e até ganhei um apelido LADY, foram minhas ex-cunhadas que deram e algumas amigas adotaram rs...) mas acredito que por muito tempo a informação que ele passava para a atual é que eu era 'a coitada' rs... tempos atrás ele me confessou que por dentro ou inconscientemente ele sabia que eu era a mais forte, a mais ciente do que estava acontecendo sempre, mas que por ser meiga e sempre estar sorrindo ele preferia acreditar que eu era frágil(depois dizem que mulher é que é complicada).

Só sei que é verdade a gente sabe por o ex e os fãs em seus devidos lugares é uma questão de postura e a velha máxima 'não faça a outro oque não quer que façam com você' não sou santa nem pretendo tirar carteirinha para tal e nos últimos tempos por 02 vezes deixei essa máxima de lado, mas foi totalmente responsável e hoje sem arrependimentos, mas alguns homens realmente são complicadinhos rsrs...

Bjks,
Nancy

Cláudia Mello said...

Pois é, meninas... Eu que sou uma ex impecável, não entendo essas coisas! Além de não grudar em ex-marido ou ex-namorado ainda faço marketing pessoal e "campanha de adoção"...rs Não dou conta de ver gente sozinha! Sou alcoviteira assumida! rs Quero mais que todos os meus ex sejam muito felizes, encontrem mulheres maravilhosas, namorem, casem... Então, quando dou de frente com certos "encostos", só me resta mesmo exorcizar!!! hahahahahah!!!!
Mas este artigo foi feito, em especial, para uma amiga que anda passando por uns problemas assim. O namorado é super-leal às fãs, em compensação ela não pode nem olhar pro lado senão ele surta de ciúme! Vai entender!!!!

beijão