Saturday, January 03, 2009

Assim começou meu ano...


Com pequeninas delicadezas, sinais sutis, sonhos enigmáticos...

Alguma coisa está acontecendo em todo o planeta. Basta nos conectarmos que entenderemos. O problema é que andamos tão adormecidos e preocupados com as coisas que nos ensinaram que eram as mais importantes, que perdemos a noção de que tudo é ilusão.

Criamos deuses a partir de necessidades ou desejos que nos ensinaram a cultivar. Temos o deus-dinheiro, o deus-emprego, o deus-carreira-profissional, o deus-realização-pessoal, o deus-conhecimento-acadêmico e tantos outros (o deus-corpo-de-modelo, por exemplo)

Pois eu comecei o ano imaginando como tudo é tão efêmero e como devemos aproveitar cada minuto do nosso dia, da nossa vida, com coisas que realmente valem a pena.

Esta joaninha linda que foi eternizada na foto, quando pousou na minha mão, segundos depois levantou vôo e foi em direção a sua morte-luz, na lâmpada do teto. Bateu lá e caiu no chão, morta. Qualquer pessoa pensaria que é o fim ficar chocada pela morte de uma joaninha. No entanto, segundos antes ela estava aqui na minha mão, compartilhando energia comigo, compartilhando algo, um momento... No segundo seguinte ela já não existia mais na minha realidade de existência e provavelmente estava adentrando o "mundo das joaninhas" (assim eu contava para o meu filho, quando ele era bem pequetito, que quando os bichinhos morriam iam para o "seu mundo"... mundo dos gatinhos... mundo das borboletas...etc...)

Então, não quero ser como uma joaninha que se lança em disparada em direção aonde se vê a luz ou se entende como luz, para depois cair fulminada. Tenho dado passos curtos. Tenho pisado suavemente, testando a segurança do solo.

Algo está para acontecer e é bem mais do que a queda da bolsa de valores ou o fechamento de um grande banco. No entanto, só será possível perceber o que é se estivermos em silêncio, com a mente quieta. Se conseguirmos manter a calma, afugentar o medo e respirar. O segredo é sempre respirar.

Sei que mais informação virá. Sei que mais coisas acontecerão para mim, para você, para os nossos vizinhos. E sei que algumas pessoas lêem o que está escrito aqui e não entendem nada, enquanto outras conseguem sentir a suave brisa da mudança que vem se anunciando já há algum tempo.

Aguardemos.

E enquanto isso, vivamos. Cada precioso segundo.

Feliz 2009.

5 comments:

Hazel said...

Lindo.
Também sinto isso.
Manter o silêncio e respirar. Ouvir a nossa própria respiração. Quem consegue fazer isto, consegue sentir as tuas palavras e a mudança.

É isso mesmo, amiga!

Ah... a propósito... FELIZ 2009!!!!!!!!!!!!!!

Beijos

Micheline matos said...

amiga como sempre um texto delicioso...não vejo a hora de nos encontrarmos.Que 2009 traga mais silencio nas nossas mentes e menos desejo material para nossas vidas, afinal como vc falou é tudo muito efêmero mesmo,Beijos, eu to de blog novo...Mi

Cláudia Mello said...

OI, queridonas!!!!

Feliz 2009 pra vcs tb!:-)))

Vamos cultivar o silêncio capaz de preencher verdadeiramente a nossa alma...

beijos

Nancy Passos said...

Lindo como já disse Hazel !

Passos curtos e suaves para testar o solo é isso que estou procurando fazer é o mais importante para mim agora.

Sim é possível sentir a brisa que por enquanto é só brisa...

Lembrei do Louva-Deus que apareceu em casa hoje eu percebo que a partir daquele dia muita coisa mudou ou foi se ajustando se depurando vamos seguindo...

Beijos,
Nancy

Cláudia Mello said...

Oi, Nancy

Esse sinais são sempre muito interessantes... Continue observando e deixando fluir...;-)

beijo!