Tuesday, December 23, 2008

Feliz Solstício de Verão! (com algum atraso...rs)

JustificarQueridas e queridos amigos que sempre passeiam por aqui, final de ano é aquela correria mesmo, não tem jeito! Então, fiz minhas comemorações particulares por aqui, mas não deu tempo de postar algum texto falando sobre mais este festival em que comemoramos o ápice do verão, o dia mais longo do ano.

A partir de agora nossos dias vão, aos pouquinhos, diminuindo e dando espaço para a noite. Compreender os ciclos e suas mudanças faz parte de uma sabedoria antiga, esquecida pela maior parte das pessoas, ainda mais em tempos de modernidade, consumismo inconsciente e alienação absoluta.

Prometi a mim mesma, já há algum tempo, que não vou ficar criticando e resmungando como uma velhinha rabugenta...rs Até porque de nada adianta! Na verdade, acredito que é justamente uma postura oposta a essa, com muito riso, muita alegria e leveza que será capaz de nos arrancar do mundo fast-food e ilusório que se criou em volta de nós.

Maya... Tudo é maya...Cada vez mais sinto isso. E para que não sejamos arrebatados pela ilusão e pela manipulação de massa o melhor caminho é largar de lado o racionalismo frio e optarmos pela lucidez sensível. Posso garantir que não é através da lógica pura que vamos compreender este mundo totalmente ilógico em que vivemos. É preciso sentir, abrir a percepção, refinar a visão. Deixemos os conceitos estabelecidos para aqueles que se estabeleceram neste mundo caótico. Nós, os rebeldes que sonham outra realidade, não precisamos seguir o líder, somos nossos próprios líderes e descobrimos nossos próprios caminhos muito mais harmonizados com a Natureza. Aliás, alguém já se perguntou a razão de existir um esforço tão grande em destruir Natureza? Ela é o que restou para nos sinalizar o caminho...

Para quem lê essas palavras e não sabe do que estou falando, fica uma dica: talvez o que você chama de realidade não seja exatamente o que parece... Para aqueles que, lendo minhas palavras, sentiram que algo vibrou, mexeu, conectou, mesmo sem que isso parecesse lógico, mesmo que racionalmente não houvesse sentido, também deixo uma dica: feche os olhos e abra a percepção. E para aqueles que ao fim dessas linhas sabem do que estou falando e esboçam um sorriso discreto, deixo o desejo mais sincero de que nos encontremos um dia e possamos trocar nossas experiências sobre o novo mundo que está, ainda, em gestação.

4 comments:

Bê, Beta... said...

Feliz Natal...Feliz Verão...e Um 2009 Maravilhoso pra Nós!

Beijos...

e mais um lindo texto...que devo "roubar"

mas dessa vez não esqueço os créditos tá...rs

Cláudia Mello said...

Como diria Blake: se as portas da percepção estiverem limpas veremos tudo como realmente é: infinito.

Paz e Luz e Beijos,

F.A.

Flora Maria said...

Sincronicamente falando, o Gil escreveu hoje no Alma Mater (www.brasilan.blogspot.com), um texto sobre o padrão vibratório de 2009 - um ano Mestre, e ele riu quando leu suas palavras, pois estão bem conectadas com as dele.
Coincidência, sincronicidade ou apenas uma questão de genética ?
Beijo
Flora Maria

Cláudia Mello said...

Oi, mãe...

Acho que pode ser as duas coisas...rs

beijão