Sunday, October 11, 2009

Eles voltaram!!!!


É incrível! Quando vivemos em uma cidade grande, precisamos olhar no calendário para descobrir em qual estação do ano estamos. Quando moramos no interior, basta abrir a janela! Às vezes nem precisa abrir, pois a informação bate no vidro...rs

Tudo bem que andamos em tempos loucos, totalmente desequilibrados. Choveu no inverno e hoje, em plena Primavera, vou dormir de cobertor. Mas ainda assim, eu sei que a Primavera chegou porque o lagarto voltou a passear no jardim e o joão-de-barro bica o vidro da janela da cozinha todo dia de manhã (às vezes em outras horas do dia também).

Isso sem falar das flores, algumas frutas e o cheiro do ar... É muito bom morar no interior! Tudo bem que eu fico chateada porque não posso ir ao teatro, não há variedade de cursos interessantes para fazer e muitas vezes não encontro produtos que quero ou preciso. Mas... Por outro lado, vejam só... Eu acordo com as maritacas cantando, um lagarto passeia no meu jardim, os beija-flores costumam dar umas entradas rápidas dentro de casa, o ar é puro, o céu super-azul e dá para caminhar de noite sem medo e ver estrelas. É... É bom demais!

3 comments:

Laély said...

Oi, Cláudia!
Parabéns atrasado pelo dia dos professores!
Sabe que eu fiquei tocada com a história do lustre da sua avó?! Não é pelo obejto, mas pela possibilidade de alguém ter adquirido algo que não soubesse dar o devido valor. Dá vontade de voltar lá e resgatá-lo, não?!
Como moramos em um lugar ainda cercado de mata, temos o privilégio de acordar com o barulho dos passarinhos e de vez em quando, recebemos um deles dentro de casa.
Uma abraço! ( Espero que o clima no seu trabalho melhore...)

Cláudia Mello said...

Oi, La! :-)))

Obrigada, mas na verdade eu não sou professora... Sou uma jornalista que passou no concurso público para secretária escolar! (coisa de quem larga a cidade grande e vai morar no interior) Ou seja, "meu dia" tb foi recentemente, 30/09, dia da secretária!:-)

Em relação ao lustre e às coisas antigas, eu e minha mãe sempre ficamos meio "stressadas" porque minhas duas avós não ligavam para coisas antigas... Queriam tudo de plástico, novinho, moderninho, sabe como? O que minha mãe conseguiu resgatar foi o que valeu, o resto sabe-se lá onde foi parar. Graças ao empenho da minha mãe ficamos com algumas coisas bonitas dentre louças, cristais e móveis. Mas me impressiona como alguém pode não achar uma riqueza estas coisas!

Adorei receber a sua visita! Seja bem-vinda! E eu, com certeza, vou visitar sempre o seu blog. Muito bom!

beijo

Dricca Kastrup said...

Também concordo !!! Morar no interior tem grandes vantagens, que valem, com certeza, ter que viajar quando se quer ir ao teatro, ou ver uma exposição, ou qualquer uma daquelas coisas que só tem na capital rsrs

Quando fiz essa mudança na minha vida, os que disseram que eu tava doida não tinham noção de quanta qualidade de vida eu ganhei. Aliás, nem eu tinha ! Sabia que seria uma troca proveitosa, mas não tinha idéia do quanto !

É como sempre digo... daqui, só pra roça !!

Bjss